Conecte-se conosco

Esportes

Em tempos de quarentena, Parada do Orgulho LGBTS será pela internet

Publicado

em

Aos Leitores, ler com atenção:
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove ao contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.
As Paradas do Orgulho LGBTQIA+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais queers, intersexuais, assexuais e outras minorias sexuais) precisaram se adaptar às exigências sanitárias impostas pela pandemia do novo coronavírus. Ao invés de colorir as ruas do Distrito Federal com a tradicional bandeira arco-íris, organizadores do evento na capital decidiram celebrar a diversidade, amanhã, em uma ação na internet, com apresentações artísticas, culturais e educativas.
Em 23 anos, esta é a primeira vez que a Parada de Brasília não irá para a rua. “A Parada é o maior atos de direitos humanos da história do Brasil e, mesmo no ambiente virtual, estamos otimistas para o evento. Neste ano, nosso tema é ‘Orgulho-20 — somos maiores’, a ideia é dizer que somos maiores do que a pandemia, do que a discriminação e do que o preconceito”, explica o co-coordenador do Brasília Orgulho, grupo que organiza a Parada do Orgulho LGBTS de Brasília, Welton Trindade.
Desta vez, o público terá a opção de assistir a palestras, discussões e apresentações on-line durante todo o domingo. Além da programação na web, será lançada uma loja virtual de itens estampados com o arco-íris de seis cores, o símbolo do movimento LGBTQIA . “Fazer a Parada na internet foi a solução que encontramos nos tempos de pandemia. A proposta é de que, mesmo que não possamos estar na rua, o sentimento de orgulho não se enfraqueça”, friza Trindade.
Welton ressalta que a Parada de Brasília é simbólica por desfilar em frente ao Congresso Nacional, palco de debates importantes para o Brasil. Para Trindade, por mais que seja um movimento que acontece no DF, existe a responsabilidade de representar a comunidade LGBTQIA de todo o país. “Por isso que precisamos que esse evento se mantenha, porque temos que continuar mandando essa mensagem de diversidade aos políticos”, diz.
Igualdade
Apesar dos avanços importantes recentes, como a criminalização da LGBTfobia, em 2019, o co-fundador do Coletivo Distrito Drag, o artista Diego Lago diz que ainda há muito o que progredir para que os direitos conquistados por gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros e demais minorias sejam plenamente respeitados. “De fato, tivemos muitas conquistas, principalmente nas questões legislativas, mas o Brasil ainda é o país que mais mata LGBTQIA , então é preciso que a gente continue se manifestando, mostrando para as pessoas que merecemos respeito”, argumenta.
No Brasil, um levantamento feito pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), em 2018, mostrou que, a cada 20 horas, um LGBTQIA é assassinado ou comete suicídio vítima da LGBTfobia. Por aqui, de acordo com o estudo, os homossexuais sofrem mais violência do que nos 13 países do Oriente Médio e África, onde há pena de morte para pessoas que se declaram LGBTQIA .
É para combater esse tipo de abuso que as ações de amanhã são focadas na visibilidade, na promoção e na defesa dos direitos da população LGBTQIA . “É uma forma de mostrar que devemos, sim, ocupar espaços com o nosso amor, com as nossas cores e nossa forma de amar. Nós sabemos que, para alcançar uma sociedade mais igualitária, nós precisamos conscientizar as pessoas, e a Parada é uma maneira de fazer isso”, defende Diego Lago, que interpreta a drag Mary Gambiarra.
Durante todo o dia de amanhã, serão disponibilizados vídeos com apresentações culturais, educacionais e artísticas. Para conferir, basta acessar a página Brasília Orgulho, no Facebook, ou o perfil @brasiliaorgulho, no Instagram
Fonte. Rondoniaovivo
--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Destaques

Policial Militar de Rolim de Moura sagra-se campeão da eliminatória Purple Games de Jiu-Jitsu, em Ji-Paraná

Publicado

em

Por

No último domingo (22) foi sediado no município de Ji-Paraná/RO a eliminatória do PURPLE GAMES de Jiu-Jitsu, realizado pela COPA PODIO, evento a nível mundial que contou com a participação do Cabo da Polícia Militar, Marco Aurélio Frez, lotado no 10º Batalhão em Rolim de Moura, onde o mesmo fez uma luta sagrando-se campeão do evento pelo placar de 5×0.

Os Purple Games foram lançados no ano passado com uma proposta diferente, mas este ano, devido à pandemia, foram adaptados para envolver todos os estados do Brasil em eventos de curta duração e sem público. Foi a alternativa encontrada para manter o jiu-jitsu ativo e ao mesmo tempo realizar um sonho antigo de, por 3 meses, ter em todos os finais de semana, rodadas decisivas de jiu-jitsu, assim como acontece nos grandes campeonatos de futebol.

As eliminatórias acontecem semanalmente, desde o dia 05 de setembro e são transmitidas ao vivo pelo Canal do Youtube da Copa Podio e, o torneio final reunindo os vencedores das eliminatórias acontecerá em janeiro de 202

Inscreva-se agora no canal do Youtube da Copa Podio clicando AQUIhttps://www.youtube.com/watch?v=55b6Y-sfh88

“Agradeço ao comando do 10° Batalhãom Major PM Thiago Campos pelo apoio de sempre e aos amigos que sempre me ajudaram nessa caminhada (Site Alerta Rolim, Rolim Net Fibra, Eder Júnior da Moto Raça e Yure Mesquita”), destacou o Cabo PM Frez.

Do Alerta Rolim

Continue lendo

Esportes

Em Santa Luzia, tem o grupo “Amigas do Pedal” realizou um PEDAL ROSA de conscientização pela vida

Publicado

em

Em Santa Luzia, tem o grupo “Amigas do Pedal” formada por professoras, empresárias,autônomas, funcionárias públicas, mães, mulheres que foram agregando e compartilhando a mesma paixão…o  PEDAL!O grupo também recebe amigos e convidados para pedalar junto,onde fazem percursos diários variados e cada um se encaixa ao seu ritmo e horário.Para encerrar o mês de Outubro no sábado dia 31/10 foi realizado um PEDAL ROSA de conscientização pela vida.

O grupo hoje tem mais de 20 mulheres participando,vem você também pedalar conosco!
Nos finais de semana é organizado um passeio coletivo.
Se toque!
“O primeiro cuidado começa com as mãos “.

Por  Professora  Dina

Continue lendo

Destaques

Alto Alegre ‐Mãe pede ajuda para custear tratamento do filho que esta com problemas graves nas vistas

Publicado

em

Por

Andréia Santos mãe de Augusto Vilela de ,13, anos, moradora da linha P43 Km 03 em Alto Alegre dos Parecis, no qual o menino sofre um problema sério nas vistas, Augusto já perdeu uma vista e está passando para outro lado correndo sério risco de perder a outra.

Augusto possui além deste peblema de vista, ele sofre de um problema de hidrocefalia, que é uma doença que não deixa a criança crescer, e uma outra síndrome.

A mãe de Augusto Vilela levou ele em uma médica oftalmologista em Cacoal, na qual informou que o problema da visão deste menino e muito grave, ele pode ficar cego por completo, o tratamento só será realizado na capital Porto Velho, RO, segundo Andréia a consulta com a médico especialista custa 500 reais e mais exames.

Se após os exames realizados, necessitar de fazer uma cirurgia, o valor será cobrado de 15 a 17 mil reais, e eles não tem condições de arcar com tudo.

Desesperada para salvar seu filho de perder a outra vista que lhe resta, pede ajuda para as pessoas, pois o custo é muito alto, tendo em vista, que o SUS não fornece este tipo de tratamento.

Quem puder ajudar com qualquer valor, poderá depositar na conta 0563018-5 Agência 2097-4 banco bradesco em nome de  Andreia santos vilela, podem ligar direto para Andréia pelo telefone 69 9 8421-6463.

Ajude esta mãe que esta em desespero para ajudar seu filho a não perder a outra vista, Andréia precisa desta ajuda com maxima urgência, pois, na próxima segunda ja precisa estar com tudo pronto para cirurgia.

Fonte: Rondonianews
Por Alex Tedeschi

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidade

Publicidade

--Publicidade--

Artigos

Categorias

--Publicidade--

Mais Lidas

%d blogueiros gostam disto: