Conecte-se conosco

Saude

Alto Alegre registra 65 casos ativo de covid 19 neste sábado 01

Publicado

em

Aos Leitores, ler com atenção:
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove ao contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Saude

Sobre para 30 o números dos casos ativos de covid 19 nesta sexta feira em Santa Luzia

Publicado

em

Continue lendo

Saude

Rondônia recebe do Ministério da Saúde a 18ª remessa de imunizantes contra a covid-19

Publicado

em

Com mais essa entrega de vacinas feita pelo Ministério da Saúde (MS) ao Estado, são 18 recebimentos, entre Coronavac e AstraZeneca

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), recebeu nesta quinta-feira (6), mais uma remessa de imunizantes contra a covid-19, enviada pelo Ministério da Saúde. As doses de vacina foram recebidas na Rede Estadual de Frio, onde são armazenadas até a distribuição para as Regionais de Saúde do Estado.

Essa é a 18ª remessa, que contempla a 1ª dose da vacina AstraZeneca, com 28.900 imunizantes, destinados para atender gestantes e puérperas de 18 a 59 anos; pessoas com comorbidades de 55 à 59 anos; pessoas com deficiência permanente, cadastradas no programa de benefícios de prestação continuada, de 55 à 59 anos.

Conforme o mapa de distribuição da Agevisa, desse total serão enviados 6.410 para Ji-Paraná; 3.180 para Cacoal; 2.580 para Vilhena; 3.770 para Ariquemes; 3.150 para Rolim de Moura e 9.810 para Porto Velho.

Plano Nacional de Operacionalização define os grupos prioritários da vacinação

A diretora-geral da Agevisa, Ana Flora Gehardt, explica que os riscos de agravamento pela covid-19 e a vulnerabilidade social, definem os grupos prioritários, contidos no Plano Nacional de Operacionalização (PNO). “Mesmo com a distribuição das vacinas, o atual cenário de transmissão comunitária da covid-19 deve ser considerado, se fazendo necessárias as medidas de prevenção, como o uso de máscaras, distanciamento social, etiqueta respiratória, higienização das mãos e de objetos pessoais utilizados”.

O coordenador Estadual de Imunização, Ivo Barbosa, comenta que as tratativas com o Ministério da Saúde continuam, para que sejam entregues mais doses da Pfizer e da CoronaVac a Rondônia. “Mesmo com essa remessa da AstraZeneca chegando ao Estado, estamos na expectativa de que o Ministério da Saúde envie a qualquer momento, mais doses da Pfizer ou da CoronaVac, para que a população continue a ser atendida e imunizada nos municípios”.

Em Rondônia, a vacinação contra a covid-19 foi iniciada em 18 de janeiro de 2021. Com mais essa entrega de vacinas feita pelo Governo Federal ao Estado, somam 18 recebimentos, entre CoronaVac e AstraZeneca.

 VACINAS RECEBIDAS

Com a 18ª remessa de vacinas, Rondônia já recebeu 476.968 doses, sendo:

  • CoronaVac: 275.608;
  • AstraZeneca: 197.850;
  • Pfizer: 3.510

Fonte
Texto: Richard Neves
Fotos: Frank Néry
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Saude

Tratamento de pacientes com covid-19 em hospitais de Rondônia é destaque nacional

Publicado

em

Hospital de Campanha da Zona Leste apresentou o menor tempo de permanência em média nas UTIs

Nesta semana foram encerradas as apresentações dos dados colhidos nas unidades hospitalares do Estado de Rondônia, através de parceria com uma empresa que oferece sistemas que ajudam a melhorar o desempenho dos hospitais. Foram dois dias de apresentações à equipe técnica da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e representantes dos hospitais que atuam no tratamento de pacientes infectados pela covid-19 em Rondônia.

A parceria tem como principal objetivo analisar, por meio de indicadores clínicos colhidos dentro das unidades, o impacto da pandemia no Estado, os avanços que estão sendo alcançados e quais as melhores decisões que a gestão pública pode tomar para continuar acertando nas decisões.

Durante as apresentações, o secretário da Sesau, Fernando Máximo, falou da importância dos dados colhidos e do trabalho de monitoramento que está sendo realizado pela empresa nos hospitais, desde junho de 2020. Desse período até o momento foram monitorados na rede 38 mil pacientes, sendo três mil pacientes infectados pela covid-19 em tratamento de terapia intensiva. “Com esses dados é possível entender as proporções da pandemia em Rondônia e aplicar as melhores soluções para reduzir os números e salvarmos vidas”, destacou.

As reuniões acontecem de forma trimestral e, segundo o diretor da empresa, Marcel Muraro, os indicadores permitem que o Governo do Estado e os gestores das unidades tenham um panorama completo da situação de pandemia, de forma que consigam melhorar o serviço ofertado sem a necessidade de aumentar os gastos.

Os dados são apresentados às equipes da Sesau e aos diretores dos hospitais e buscam melhorar o atendimento ofertado

“O projeto busca dar aos hospitais uma ferramenta de gestão, que é utilizada em mais de 800 hospitais em todo o Brasil, e em países da Europa e da América Latina, de forma que a rede possa produzir mais com os mesmos recursos”, enfatizou o diretor.

Estão sendo monitoradas pelo projeto as seguintes unidades: Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, Hospital e Pronto Socorro João Paulo II, Hospital AMI 24 horas, Hospital Infantil Cosme e Damião, Hospital Regional de Cacoal, Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal, Hospital Regional de São Francisco do Guaporé, Hospital Regional de Buritis, Hospital Regional de Extrema, Hospital de Campanha, Hospital Samar, Copimed – Cândido Rondon (município de Ji-Paraná), Hospital de Campanha Zona Leste, Hospital de Amor Amazônia e o Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron).

O PROJETO

São 15 entidades hospitalares, com um total de 1.500 leitos monitorados todos os meses por uma equipe de mais de 30 colaboradores. Eles visitam diariamente as unidades, munidos de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e equipamentos tecnológicos para coletar as informações. Os dados são armazenados em uma grande base que compila, analisa e entrega relatórios, gráficos, tabelas e painéis em tempo real.

IMPORTÂNCIA DOS DADOS

Através do conjunto de dados e indicadores, os gestores dos hospitais conseguem identificar pontos de melhoria e ajustes, otimizando recursos, evitando custos e objetivando o melhor desempenho do uso de leitos críticos e de internação.

RESULTADOS RELEVANTES

De janeiro a março de 2021 foram analisados mais de três mil pacientes que passaram pelos 15 hospitais do projeto, tendo como destaques as seguintes unidades:

O Hospital Samar, que absorveu a maior quantidade em número de pacientes com diagnóstico de covid-19 da rede Sesau e também o maior número de pacientes que já foram admitidos com insuficiência renal aguda.

O Hospital de Campanha da Zona Leste apresentou o menor tempo de permanência em média nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), de 5,38 dias e apresentou reduzida taxa de mortalidade quando comparado, por este indicador, com os demais hospitais públicos do Brasil.

O Hospital e Pronto Socorro João Paulo II é destaque por ter a menor taxa de mortalidade proporcionalmente à criticidade dos seus pacientes. Com relação à comparação nacional de performance, o Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro apresenta desfecho hospitalar favorável (do paciente covid) melhor do que a média nacional no mesmo período.

Já o Hospital de Campanha de Rondônia apresentou o menor tempo de uso de Ventilação Mecânica, equivalente aos melhores indicadores nacionais, o que garante maior probabilidade de sobrevida ao paciente intubado. O diretor clínico do Hospital, Maxwendell Batista garante que os dados direcionam para o melhor caminho e auxiliam na tomada de decisões. “Nós obtivemos bons números em tempo de ventilação, mortalidade entre outros pontos que foram relevantes para nos direcionar quanto às nossas condutas. São dados muito importantes”, concluiu o diretor.


Fonte
Texto: Anayr Celina
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidade

Publicidade

--Publicidade--

Artigos

Categorias

Mais Lidas

%d blogueiros gostam disto: