Conecte-se conosco

Geral

Cerca de três mil bebês são diagnosticados anualmente com mielomeningocele e a cirurgia fetal é um grande avanço no tratamento

Publicado

em

Aos Leitores, ler com atenção:
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove ao contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

De acordo com dados da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), a cada ano cerca de três mil bebês são diagnosticados com mielomeningocele. A alteração surge logo no início da gestação e se caracteriza por um defeito congênito no fechamento das estruturas que constituem a coluna vertebral e deixam a medula exposta ao líquido amniótico.

De acordo com o Dr. Eduardo Jucá, neurocirurgião pediátrico integrante da equipe multidisciplinar que atua no Ceará e se dedica à cirurgia fetal, essa malformação, cuja causa exata é desconhecida, ocorre em cerca de um bebê em cada 2.500 gestações. O ultrassom é o exame capaz de determinar, antes do nascimento, em que altura da coluna vertebral está o defeito, o que fornece para os médicos informações importantes para o planejamento do tratamento.

“A cirurgia fetal ou intrauterina é, hoje, o tratamento preferencial para bebês que são identificados com mielomeningocele no pré-natal. Não para todos, pois naturalmente há avaliação das condições da mãe e do feto que podem contraindicar a cirurgia”, destaca o neurocirurgião pediátrico. “Nos casos em que é indicado o procedimento, uma operação no bebê enquanto ainda está no útero, ou seja, antes de nascer, é realizada. Após a correção, o útero é, então, fechado e o bebê continua a crescer e se desenvolver até o nascimento”, acrescenta.

Os benefícios da correção não são apenas a curto prazo, de acordo com o médico Edson Lucena, um dos obstetras da equipe multidisciplinar cearense. O especialista frisa que crianças que são submetidas à cirurgia fetal de mielomeningocele possuem maior probabilidade de andar de forma independente. “Já crianças que não se submetem à intervenção fetal têm mais chances de apresentar fraqueza nos pés ou nas pernas, e maior risco de desenvolver hidrocefalia. No entanto, não é possível prever antes do nascimento exatamente quão graves serão esses problemas”, ressalta.

Equipe multidisciplinar

Em Fortaleza, uma equipe multidisciplinar de médicos e cirurgiões oferece a possibilidade de intervir para aliviar afecções ainda durante a gravidez, por meio de cirurgia intrauterina, também chamada de cirurgia fetal. Os médicos Edson Lucena e Herlânio Costa, obstetras e especialistas em Medicina Fetal, Aldo Melo, cirurgião pediátrico, e Eduardo Jucá, neurocirurgião pediátrico, trabalham de forma multidisciplinar desde o diagnóstico da doença, analisando, de forma combinada, a condição da mãe e do bebê para avaliar a necessidade de intervenção cirúrgica ou não. A equipe ainda é apoiada pelos anestesiologistas Fernando Castro e Péricles Lucena e pela obstetra Denise Cordeiro. A cirurgia fetal, que começou seu desenvolvimento nos Estados Unidos na década de 1990, foi realizada pela primeira vez no Brasil em 2004, em São Paulo. No Ceará, o serviço já é uma realidade. Para mais informações acesse cirurgiamaternofetal.com.br.

fonte assessoria 

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Geral

Dois óbitos por complicações da covid-19 são registrados em Rolim de Moura nesta quinta (06)

Publicado

em

lustração

Segundo informações repassadas pela assessoria de imprensa da prefeitura de Rolim de Moura, dois novos óbitos foram registrados no município nesta quinta-feira (06).

Conforme informações, trata-se de duas mulheres que vieram a óbito nos dias 09/04 e 27/04, porém, somente hoje os óbitos caíram no sistema.

A assessoria, porém, não divulgou o boletim oficial desta quinta-feira, sendo que será disponibilizado apenas amanhã (07). Os motivos no atraso na divulgação dos dados atualizados não foram divulgados.

Até ontem (05), Rolim de Moura tinha 336 casos ativos de covid-19. Com os dois novos óbitos, o município passa a ter 131 vítimas da doença.

Continue lendo

Geral

Casa usada por dependentes químicos é destruída por incêndio em Vilhena; veja o vídeo

Publicado

em

Reprodução

Uma residência localizada na avenida Beira Rio, no Centro de Vilhena, usada como ponto de encontro de inúmeros usuários de drogas, acabou pegando fogo.

As imagens registradas por vizinhos, que inúmeras vezes acionaram a Polícia Militar para conter a situação no local, mostra a casa sendo totalmente consumida pelas chamas.

O Corpo de Bombeiros foi acionado está no local tentando controlar as o fogo, que coloca as casa próximas em risco.

Até o momento, não há informações sobre quem teria provocado o incêndio, que possivelmente foi criminoso, devido a Vigilância Sanitária estar programando uma visita no local, em companhia da Assistência Social e com o apoio da Polícia Militar.

Fonte: Folha do Sul

Continue lendo

Geral

Semana termina com chuva e frio no Norte do País

Publicado

em

Mais chuva e queda das temperaturas no Norte do País. Nesta sexta-feira (7) a combinação de calor e umidade favorecem as pancadas de chuva, que podem ser fortes e de maior volume no oeste do Amazonas e entre Roraima e norte do Pará. Já no sul do Piauí, Rondônia e Acre o dia será com predomínio de sol entre poucas nuvens e baixa umidade do ar.

A temperatura na região pode variar entre 12 e 33 graus. Já os índices de umidade relativa do ar variam entre 30% e 100%.

As informações são do Somar Meteorologia.
Fonte: Brasil 61

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidade

Publicidade

--Publicidade--

Artigos

Categorias

Mais Lidas

%d blogueiros gostam disto: