Conecte-se conosco

Educação

R$ 7 MIL POR DIA: Escolas e faculdades que não derem desconto a alunos terão de pagar multa em RO

Publicado

em

Aos Leitores, ler com atenção:
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove ao contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

As instituições de ensino particular que não cumprirem a Lei 4.793, de 18 de junho de 2020, promulgada pela Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, e vigente a partir do último dia 22, quando foi publicada, poderão ser punidas com multa de mais de R$ 7 mil por dia. Isso porque a lei trata sobre o desconto escalonado e linear nas mensalidades de alunos da rede privada (escolas e faculdades) durante o período de pandemia.

“A concessão do desconto pode ser de 10, 20 ou 30%, de acordo com quantidade de alunos matriculados na instituição. Se tem até 500 alunos, o desconto é de 10%, se tem até mil alunos aí o desconto de 20%, e passando desse número, a lei dá o direito a 30% de desconto”, explica Ihgor Rego, coordenador estadual do Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).
 
Os alunos ou responsáveis devem fazer a solicitação do desconto junto à instituição, e caso o direito seja negado, devem entrar com a reclamação no Procon por meio dos canais de atendimento do serviço. Os telefones disponíveis são o 151, Whatsapp (69) 98491-2986 ou (69) 98482-0928, ou pelo perfil no Facebook Procon Rondônia.
 
A medida tomada pelo órgão de proteção ao consumidor é a convocação de uma audiência na intenção de resolver o caso e, concomitante a isso, a instituição poderá ser punida com a multa por descumprimento da lei.
 
Segundo o coordenador estadual do Procon, existe ainda a possibilidade de solicitação de ressarcimento do valor pago sem desconto – no caso de descumprimento, ou abatimento do desconto nas próximas mensalidades. “Não sendo cumprido essa solicitação, o consumidor também pode entrar com outra reclamação junto ao Procon para ter o direito garantido”, conclui.

 Fonte: Assessoria de Imprensa

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Educação

Alto Alegre – Chárreata do Arthur

Publicado

em

Durante a gestação, a futura mamãe ou suas amigas, organizam uma festividade para homenagear o bebê que está para nascer com presentes. Nesse evento, reuni-se os amigos da futura mamãe e futuro papai com ambiente decorado, comes e bebes, além disso, muitas brincadeiras aproveitando o momento de reunião.
Com o surgimento do covid-19 este tipo de evento é vedado pela vigilância sanitário, entretanto, como forma de homenagear as mamãe e os bebês, a festividade foi adaptada no formato chamado Chárreata (Uma junção de chá de bebê em formato de carreata). Nesse novo formato, as pessoas realizam um desfile em frente a casa da futura mamãe com carros decorados e deixando o presente na casa da futura mamãe.
Foi o que ocorreu em Alto Alegre dos Parecis no último sábado (04/07/2020) onde amigos de Angélica e Igor realizaram uma chárreata para homenagear a vinda do Arthur. Essa foi a primeira festividade em que a futura mamãe Angélica participou, porquê com a chegada do Coronavirus, não tem saído de casa nem pra ir ao mercado.
Foi a forma que os amigos de Angélica e Igor encontraram para festejar esse lindo momento que estão vivendo, a chegada de Arthur!!

Por. Jociel Antonio Gonçalves

Continue lendo

Educação

VAGAS: Instituto Federal abre seleção para várias áreas com salários de até R$ 5,8 mil

Publicado

em

Foto: Divulgação

CORREIO WEB – Um novo processo seletivo simplificado foi aberto pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso (IFMT). O objetivo é a contratação de 34 novos professores substitutos. Os salários variam de R$ 3.130,85 até R$ 5.831,21, para jornada que varia de 20 a 40 horas de trabalho semanal. Haverá ainda auxílio-alimentação e auxílio-transporte. 
Há chances para atuação nas áreas de sociologia (1), história – graduação (3), matemática – graduação (2), filosofia (1), matemática – licenciatura (3), linguagens (1), administração (1), física (1), língua inglesa (1), artes (1), engenharia civil (2), agronomia/agricultura (1), português/espanhol (2), informática (1), engenharia ambiental (1), português/literatura (1), engenharia mecânica (1), engenharia da computação (1), engenharia sanitária ou engenharia ambiental (1), história – licenciatura (1), linguagens – licenciatura em letras com habilitação em português e espanhol (1), engenharia de controle e automação (1), topografia (1), filosofia (1), português/inglês (1), linguagens – graduação em letras português/inglês ou português/literatura (1) e educação física (1).
As inscrições tiveram início na última segunda-feira (29) e assim seguem até 16 de julho, pelo site do IFMT. Os candidatos serão avaliados por meio de avaliação de títulos, experiência docente e apresentação e entrevista.  
Fases e lotação
O candidato habilitado será contratado por prazo determinado durante o afastamento do
professor Titular, limitado ao período de seis meses, conforme contrato a ser assinado pelo reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, em vaga existente, ou que venha a existir, podendo ser prorrogado o contrato de acordo com a continuidade do afastamento do professor substituído e o interesse da Administração.
O período total do contrato será de no máximo dois anos. 
Quem conseguir ser aprovado será lotado nos campi de Alta Floresta, Barra do Garças, Campo Novo do Parecis, Confresa, Cuiabá – Octayde Jorge da Silva, Cuiabá – Bela Vista, Campus Avançado Diamantino, Juína, Campus Avançado Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Campus Avançado Sinop, São Vicente, Sorriso e Várzea Grande.
Fonte. CORREIO WEB
Continue lendo

Educação

EM AGOSTO?: Governo prepara retorno das aulas na rede pública em Rondônia

Publicado

em

Foto: Divulgação

Um Memorando Circular expedido pelo secretário estadual de educação, Suamy Vivecananda Lacerda de Abreu, aos coordenadores regionais de educação, estipula as medidas que serão tomadas pelas escolas rondonienses após a paralisação por conta da pandemia.

Os itens

Para cada aluno será providenciado quatro máscaras de tecido, para os profissionais da Educação, serão duas máscaras de tecido e um face shield. Cada escola possuirá em seu patrimônio quatro medidores de temperatura.

Os alunos ou profissionais que apresentarem quadro febril serão mandados para casa até plena recuperação.

Já cada escola ficará responsável pela disponibilização de sabonete líquido, álcool líquido e em gel 70%, dispensers para sabonete líquido e álcool em gel, suporte com papel toalha, lixeiras com tampa com acionamento por pedal e tapetes com solução higienizadora.

O retorno

A palavra receio é a que mais define o sentimento dos familiares de alunos e profissionais de educação, ainda não foi informado como será a reposição das aulas e nem se o ano letivo ainda termina em 2020.

MEMOCIRCULARN15

Continue lendo

Publicidade

--Publicidade--

Publicidade

--Publicidade--
--Publicidade--

Artigos

Categorias

Mais Lidas

%d blogueiros gostam disto: