Conecte-se conosco

Educação

Rondônia: Empresários usam ‘dança do caixão’ para conscientizar população sobre o Covid-19

Publicado

em

Aos Leitores, ler com atenção:
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove ao contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

A reportagem conversou, por telefone, com o promotor de eventos Cristiano Dias Carneiro, o “Titi”, dono de uma empresa de entretenimento responsável por uma ação que causou impacto na cidade de Ji-Paraná, na manhã desta segunda-feira, 11.

Um vídeo mostrando participantes da “Turma do Titi”, desfilando com um caixão pelas ruas da segunda maior cidade de Rondônia viralizou nas redes sociais e em grupos no WhatsApp.

Cristiano explicou que sua empresa foi contratada pela Associação Comercial de Ji-Paraná e algumas empresas da cidade para usar a “dança do caixão” como forma de conscientizar a população sobre medidas para ajudar a combater a pandemia de Covid-19.

O site também conversou com o empresário Alexandre Dartiballi, ex-presidente da Acijip e um dos idealizadores da campanha. Ele explicou que a utilização dos artistas, simulando um velório fictício nas vias públicas visa fazer com que a população jiparanaense use máscaras e obedeça as regras de distanciamento.

“Queremos que todos se conscientizem para que o número de casos em nossa cidade seja mantido sob controle. Assim, as empresas poderão continuar funcionando, preservando empregos e vidas”, disse o entrevistado, que atua no segmento hoteleiro.

MEME DO CAIXÃO

A inspiração para a apresentação do grupo de Ji-Paraná é um vídeo que viralizou no Brasil, ao mostrar a coreografia macabra de carregadores de caixão em Gana, país africano que tem como tradição este ritual funerário (ENTENDA AQUI).

CLIQUE ABAIXO e assista o vídeo.

Folha do Sul

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Educação

Aulas presenciais na rede pública do Estado de Rondônia devem retornar após definição do protocolo de segurança

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está seguindo as orientações estabelecidas no Decreto nº 25.138, de 15 de junho, assinado pelo governador Marcos Rocha. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), aguarda o alinhamento entre o Poder Executivo e os órgãos de controle de saúde, assim como a definição dos protocolos de segurança para definir a data e a segura retomada das atividades.

“Precisamos aguardar as recomendações do Poder Executivo que expede os decretos, os estudos técnicos que são realizados com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa) e ainda, órgãos de controle que acompanham de perto o desenvolvimento dessas ações”, explica o secretário de estado da educação, Suamy Vivecananda.

AULAS ONLINE

Durante o período em que vigorar o Decreto de Calamidade Pública, serão ofertadas aulas online nas plataformas digitais do canal da Mediação Tecnológicas-RO, e na plataforma do Revisa Enem #Agoravai, além da disponibilização de conteúdos impressos para os estudantes que não possuem acesso à internet.

Reuniões estão sendo realizadas pela equipe técnica-pedagógica, para alinhamento e planejamento das ações que estão sendo executadas nas escolas, para dar todo o apoio necessário aos estudantes em aulas não presenciais, durante a pandemia da Covid-19. A Seduc proporcionou aos professores, formação, via google meet e webex, para trabalhar com as plataformas tecnológicas que estão sendo utilizadas nas aulas remotas.

“As aulas remotas, durante esse período de pandemia da Covid-19, são uma forma de ofertar o ensino e manter o vínculo com a escola, e garantir a segurança dos nossos alunos, professores e demais profissionais da educação, além de evitar o aumento na contaminação pela Covid-19, também é uma forma de contribuir com as ações de enfrentamento ao coronavírus, realizadas pelo governo de Rondônia”, ressaltou o secretário.

Fonte

Texto: Cléber Souza
Fotos: Cléber Souza
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Educação

Alto Alegre – Chárreata do Arthur

Publicado

em

Durante a gestação, a futura mamãe ou suas amigas, organizam uma festividade para homenagear o bebê que está para nascer com presentes. Nesse evento, reuni-se os amigos da futura mamãe e futuro papai com ambiente decorado, comes e bebes, além disso, muitas brincadeiras aproveitando o momento de reunião.
Com o surgimento do covid-19 este tipo de evento é vedado pela vigilância sanitário, entretanto, como forma de homenagear as mamãe e os bebês, a festividade foi adaptada no formato chamado Chárreata (Uma junção de chá de bebê em formato de carreata). Nesse novo formato, as pessoas realizam um desfile em frente a casa da futura mamãe com carros decorados e deixando o presente na casa da futura mamãe.
Foi o que ocorreu em Alto Alegre dos Parecis no último sábado (04/07/2020) onde amigos de Angélica e Igor realizaram uma chárreata para homenagear a vinda do Arthur. Essa foi a primeira festividade em que a futura mamãe Angélica participou, porquê com a chegada do Coronavirus, não tem saído de casa nem pra ir ao mercado.
Foi a forma que os amigos de Angélica e Igor encontraram para festejar esse lindo momento que estão vivendo, a chegada de Arthur!!

Por. Jociel Antonio Gonçalves

Continue lendo

Educação

VAGAS: Instituto Federal abre seleção para várias áreas com salários de até R$ 5,8 mil

Publicado

em

Foto: Divulgação

CORREIO WEB – Um novo processo seletivo simplificado foi aberto pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso (IFMT). O objetivo é a contratação de 34 novos professores substitutos. Os salários variam de R$ 3.130,85 até R$ 5.831,21, para jornada que varia de 20 a 40 horas de trabalho semanal. Haverá ainda auxílio-alimentação e auxílio-transporte. 
Há chances para atuação nas áreas de sociologia (1), história – graduação (3), matemática – graduação (2), filosofia (1), matemática – licenciatura (3), linguagens (1), administração (1), física (1), língua inglesa (1), artes (1), engenharia civil (2), agronomia/agricultura (1), português/espanhol (2), informática (1), engenharia ambiental (1), português/literatura (1), engenharia mecânica (1), engenharia da computação (1), engenharia sanitária ou engenharia ambiental (1), história – licenciatura (1), linguagens – licenciatura em letras com habilitação em português e espanhol (1), engenharia de controle e automação (1), topografia (1), filosofia (1), português/inglês (1), linguagens – graduação em letras português/inglês ou português/literatura (1) e educação física (1).
As inscrições tiveram início na última segunda-feira (29) e assim seguem até 16 de julho, pelo site do IFMT. Os candidatos serão avaliados por meio de avaliação de títulos, experiência docente e apresentação e entrevista.  
Fases e lotação
O candidato habilitado será contratado por prazo determinado durante o afastamento do
professor Titular, limitado ao período de seis meses, conforme contrato a ser assinado pelo reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, em vaga existente, ou que venha a existir, podendo ser prorrogado o contrato de acordo com a continuidade do afastamento do professor substituído e o interesse da Administração.
O período total do contrato será de no máximo dois anos. 
Quem conseguir ser aprovado será lotado nos campi de Alta Floresta, Barra do Garças, Campo Novo do Parecis, Confresa, Cuiabá – Octayde Jorge da Silva, Cuiabá – Bela Vista, Campus Avançado Diamantino, Juína, Campus Avançado Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Campus Avançado Sinop, São Vicente, Sorriso e Várzea Grande.
Fonte. CORREIO WEB
Continue lendo

Publicidade

--Publicidade--

Publicidade

--Publicidade--
--Publicidade--

Artigos

Categorias

Mais Lidas

%d blogueiros gostam disto: