Conecte-se conosco

Educação

Programa Ir e Vir garante repasse de recursos aos municípios para o transporte escolar rural

Publicado

em

Aos Leitores, ler com atenção:
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove ao contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Para garantir o acesso dos estudantes rurais às escolas, o governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), criou o programa Transporte Escolar Compartilhado Ir e Vir, que garante o repasse de recursos financeiros para os municípios que aderirem ao programa, para a execução do transporte escolar rural.

O programa foi aprovado pela Lei 4.426 de dezembro de 2018, que direciona a transferência de recursos para custeio do transporte de estudantes, residentes em zonas rurais, devidamente matriculados nas unidades de ensino das regiões rurais ou urbanas.

Em 2019, a Seduc trabalhou no Decreto 24.490 de 2019 para a regulamentação da forma de execução e valores que serão repassados por meio do programa, para serem aplicados em 2020 com o início do ano letivo.

De acordo com a Edelir Santos Guizoni, gerente de convênios da Seduc, o valor investido é de aproximadamente R$ 93 milhões, e será repassado na forma de transferência automática, sem necessidade de utilização de convênio, pois, mediante adesão do programa, será repassado o valor calculado para cada município para custear o transporte dos estudantes residentes na área rural. “Até o ano passado, a Secretaria possuía apenas a modalidade de convênios com 43 municípios, mas com a criação do Programa Ir e Vir, os municípios interessados poderão fazer a adesão do programa, preencher os requisitos de forma otimizada e receber o recurso para realizar os serviços de transporte escolar dos estudantes”, pontuou.

No último dia 17, foi disponibilizada no Portal do Governo de Rondônia a portaria que estabelece os cálculos e normas do programa. A portaria 217/2020/SEDUC-GCONV regulamenta as diretrizes quanto aos procedimentos dos cálculos e sua publicação, pertinente ao Programa Transporte Escolar Compartilhado Ir e Vir, para a formalização dos termos de adesão entre o governo de Rondônia, por meio da Seduc, e os municípios, e assim realizar o repasse financeiro aos entes municipais para a execução do transporte escolar dos alunos da rede pública estadual.

De acordo com o secretário de Estado da Educação, professor Suamy Vivecananda, o Programa Estadual de Transporte Escolar Compartilhado Ir e Vir é algo inovador e veio para desburocratizar e melhorar o atendimento aos estudantes.

“Sabemos das dificuldades que todos enfrentam no dia a dia. Por isso, é do interesse de todos que este programa se fortaleça para que o transporte escolar funcione da melhor forma possível, proporcionando mobilidade aos estudantes das regiões de difícil acesso”, pontuou.

Os municípios interessados na adesão do programa poderão acessar a portaria já disponível no Portal do Governo. Para mais informações, consultar o setor de convênios da Seduc.

Fonte
Texto: Cléber Souza
Fotos: Ésio Mendes
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Educação

Santa Luzia – Oferece curso superior gratuito IFRO- Instituto Federal de Rondônia

Publicado

em

NÃO PERCAM CURSO SUPERIOR GRATUITO IFRO- INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA


O Instituto Federal de Rondônia em parceria com a Prefeitura de Santa Luzia D`Oeste
através da Secretaria de Educação, vem a público divulgar os seguintes cursos na modalidade
EAD, totalmente gratuitos:
1- Cursos de Técnico em Administração – Subsequente do Ensino Médio. 45 vagas,
escolaridade exigida Nível Médio Completo.
2 – Nível Superior: Graduação em Gestão Comercial 20 Vagas e em Gestão Pública – 20
Vagas, os critérios para seleção são: ter Nível Médio Completo e ter participado do ENEM, nos
últimos 10 anos (2009 a 2019).
Para mais informações e inscrições no site http//selecão.ifro.edu.br, ou no Polo de Santa
Luzia através do whats App 99977-9984.
Inscreva-se, não perca esta oportunidade, estude em casa e totalmente gratuito pelo Instituto
Federal de Rondônia. OBS: Leia o edital e seus anexos antes de se inscrever.

Fonte. Secretaria de Educação

COMUNICADO PARA SITE (1)

Continue lendo

Educação

ROLIM DE MOURA: Inscrições para concurso da Prefeitura encerra na terça-feira, 26

Publicado

em

O concurso público visa o preenchimento de vagas para efetivos e para a formação de cadastro de reserva pertencentes ao seu quadro de servidores

Foto: Divulgação

ROLIM NOTÍCIAS – A Prefeitura Municipal de Rolim de Moura (RO), encerra inscrições na terça-feira, 26 de maio de 2020. O concurso público visa o preenchimento de  vagas para efetivos e  para a formação de cadastro de reserva pertencentes ao seu quadro de servidores. 
As inscrições foram  prorrogadas até o dia 26/05/2020, com o último dia de pagamento em 27/05/2020. O concurso tem salários de até R$ 7 mil e vagas para cargos de nível superior, os interessados poderão se inscrever por meio do site da banca organizadora www.ibade.org.br.
Os candidatos poderão obter informações gerais referentes ao Concurso Público através do site www.ibade.org.br ou por meio do telefone: 0800 668 2175, ou pelo e-mail [email protected]
Rolim Notícias
Continue lendo

Educação

Aprovada redução de mensalidades escolares durante calamidade pública em Rondônia

Publicado

em

Após entendimento com professores e donos de escolas, ficou definido o corte entre 10% a 30% no valor da mensalidade nas escolas privadas…

Fotos: Assessoria

Os deputados estaduais aprovaram desta terça-feira (19), em duas votações, o Projeto de Lei 491/20, de autoria do deputado Alex Silva (Republicanos), que reduz de 10% a até 30% o valor das mensalidades da rede privada de ensino, durante a vigência do decreto de estado de calamidade pública em Rondônia, em razão do novo Coronavírus (Covid-19).

A aprovação da matéria ocorre após entendimento com os sindicatos que representam as escolas e os professores. O projeto recebeu emendas do deputado Marcelo Cruz (Patriotas) e de Cassia Muleta (Podemos). A de Marcelo isenta as escolas que são mantidas por entidades sem fins lucrativos.

Outra emenda acatada no projeto, de Cassia Muleta, assegura que os descontos sejam computados desde o início da decretação do estado de calamidade, ocorrida em 20 de março último.

A nova redação prevê desconto de 10% no valor da mensalidade, em escolas com até 500 alunos. Escolas com 501 alunos a 1000 alunos, o desconto é de 20% e acima de 1000 alunos, serão 30% de desconto no valor das mensalidades. Esse percentual de redução atinge escolas de ensino fundamental, médio, técnico e de idiomas.

O deputado Jair Montes (Avante), emitiu parecer em plenário favorável ao projeto, explicando que o texto da lei foi construído após discussão com os professores e com os donos de escolas. “Tenho um projeto semelhante, que foi apensado a este de iniciativa do deputado Alex Silva. Esse é um projeto muito aguardado”, disse Montes ao emitir o parecer. O deputado Adailton Furia (PSD) também teve matéria semelhante apensada ao projeto aprovado.

Na justificativa do projeto, o deputado Alex Silva apontou que as instituições de ensino, estão com despesas reduzidas, como a manutenção do espaço, água, energia e alimentação de seus funcionários e alunos, devido à suspensão das aulas presenciais, medida adotada para controlar a proliferação do vírus e reduzir o risco de uma infecção em larga escala proveniente de estudantes e professores se reunindo em locais fechados por longos períodos, é justo que os estudantes e/ou seus responsáveis financeiros que também tiveram seus rendimentos afetados, tenham a sua mensalidade reduzida.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Continue lendo

Mais Lidas

%d blogueiros gostam disto: