Conecte-se conosco

Destaques

ATAQUE FEROZ: Bebê mordido por dois cães rottweiler em Rondônia precisa de ajuda

Publicado

em

Aos Leitores, ler com atenção:
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove ao contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

A família da pequena Ramya Lacerda Ribeiro, de 2 anos, que foi atacada por dois cães da raça rottweiler em uma residência na cidade de Ji-Paraná (RO), no Bairro Copa Verdes, precisa de ajuda financeira para viajar para Curitiba (PR) até a próxima quarta-feira, dia 20, prazo limite que um médico cirurgião da capital paranaense estipulou para realizar a cirurgia de recomposição de uma das orelhas do bebê que foi comida pelo cachorro que atacou primeiro.

O ataque dos cães ocorreu na última segunda-feira, por volta de 11 horas, a bebê e a avó dela, a idosa Zenita Fernandes Marcelino, de 65 anos, sofreram ataque voraz do cão e a cadela rottweiler.

Avó e neta foram socorridas ao Hospital Municipal e permaneceram internadas até à tarde de quinta-feira quando tiveram alta médica e retornaram para a casa. As duas estão muito machucadas.

A cirurgia em Ramya será realizada em Curitiba no Hospital Pequeno Príncipe, maior hospital pediátrico de média e alta complexidade do país. O médico que se prontificou em operar Ramya pediu urgência na transferência dela. A cirurgia não terá custos, a ajuda é para completar o recurso que os pais de Ramya precisam para viajar, para a compra de medicamentos e outras despesas.

Os animais pertencem a Ravelton Marcelino Lacerda de 29 anos, pai da criança, que trabalha como segurança em uma empresa. A mãe de Ramya é Rykelmya Lacerda, 26 anos. Ambos estavam trabalhando na hora que ocorreu o ataque.

Dona Zenita Fernandes, que é mãe de Ravelton, mora no município de Nova União e viajou para Ji-Paraná para cuidar da criança porque a mãe e o pai passariam a semana fora de casa trabalhando.

O bebê convivia na casa e os cães que têm aproximadamente 5 anos ficavam no quintal, segundo os pais nunca houve reação agressiva dos animais. Na manhã do ataque, o bebê saiu para o lado de fora sem que a avó percebesse.

A idosa relatou a reportagem que tudo foi muito rápido: “Ela saiu para o lado de fora e deu um gritinho. Eu vi o cachorro mordendo a Ramya e pulei pra tirar ele de cima dela, aí veio a cadela e começou a me morder. O cachorro comeu a orelha dela”, lamentou a idosa.

Uma corrente de solidariedade em prol de Ramya foi mobilizada em várias cidades de Rondônia e até em outros estados para ajudar a família dela. Você também pode colaborar.

CONTA POUPANÇA DA CAIXA EM NOME DE LORRAYNE LACERDA DE SOUZA:

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Destaques

Centro de Zoonoses faz apenas capturas de emergência em Rolim de Moura, por falta de servidores

Publicado

em

Por

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Rolim de Moura – RO, tem realizado,  apenas serviços básicos e em casos de emergência, de acordo com o médico Veterinário, Chico Melo. 

O núcleo passou por reformas, mas não tem servidores suficiente para realizar o trabalho de captura  dos animais nas ruas do município.

Chico Melo, funcionário do CCZ, aponta que por causa da falha do serviço de captura, vários animais são facilmente encontrados nas ruas. “Com a omissão dos serviços cachorros são vistos pelas ruas da cidade, o que vem desagradando a população”, diz Chico. 

Em Rolim de Moura as reclamações dos moradores são enumeras referente ao transtorno que os cachorros causam na cidade. 

Nós observamos diversos animais soltos durante todo o dia, que trazem risco para quem anda de moto e de bicicleta, principalmente. Já vi gente caindo ao tentar desviar de um desses animais e ninguém faz nada”, reclama o morador Eliezer dos Santos.

A dona de casa Sônia de Oliveira, fala sobre a ‘bagunça’ que os cachorros fazem em frente às casas. “Muitas vezes dá para ver até seis cachorros juntos fazendo arruaça. Eles rasgam as sacolas de lixo. Moro aqui há vários anos e nunca vi a carrocinha capturando nenhum animal”, relata. 

“Estamos realizando apenas serviços de emergência, quando há animais com risco de raiva que representem perigo para a população, além de aplicação de vacina antirrábica”, explica Chico Melo.

Chico ainda relata que não previsão para retomada da captura de animais em Rolim de Moura.

Do Rolim Notícias

Continue lendo

Destaques

Alta Floresta – Moto fica destruída após pegar fogo na RO 135

Publicado

em

Por

 

Uma motocicleta Honda NXR Bros 150, ano 2006 de cor vermelha, ficou destruída após pegar fogo na RO 135 na altura do Km 08, em Alta Floresta (RO). O fato ocorreu na tarde desta segunda-feira (21).

Segundo condutor, as chamas começaram com a motocicleta ainda em movimento, sendo que após sentir um calor em suas pernas, parou para verificar o que estaria acontecendo, e notou que o fogo consumia a motocicleta, não sendo possível conter as chamas.

O acidente ocorreu por volta das 17h00. Os Policiais Militares informaram que não houve feridos, somente danos materiais.

FONTE: www.190online.com

Imagem ilustrativa

Continue lendo

Destaques

MP e Polícia Federal deflagram operação contra fraudes no DER

Publicado

em

Por

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), com apoio da Polícia Federal, deflagrou na manhã desta terça-feira (22/09), a Operação Miragem, com o cumprimento de mandados de busca e apreensão em Porto Velho. A operação investiga supostas fraudes na aplicação dos recursos provenientes do Programa PROINVEST, no âmbito do Departamento de Estrada de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos do Estado de Rondônia (DER).

A investigação, realizada pelo GAECO, revelou indícios de esquema criminoso no âmbito do Grupo Especial de Trabalho Multidisciplinar (NEGEP), instituído no DER/RO desde o ano de 2015, o qual tinha a finalidade de acompanhar os recursos provenientes do mencionado programa.

Os indícios apontam que alguns membros do mencionado grupo, em tese, falsificaram normativas, suprimiram documentos e vedaram a publicidade de seus atos, o que teria resultado prejuízo ao erário no montante de aproximadamente de R$ 3 milhões, a partir do pagamento de gratificações, em tese, de origem ilícita.

Dentre as ilegalidades apuradas, até o cumprimento das buscas, têm-se indícios de prática dos crimes de organização criminosa, falsificação de documentos públicos e peculato, além de ilícitos civis caracterizadores de improbidade administrativa.

Em relação ao nome dado à operação, “Miragem” significa efeito óptico que ocorre nas estradas, ocasionando uma falsa percepção da realidade. Nesse contexto, faz alusão às falsidades documentais praticadas, em tese, pela ORCRIM, com a finalidade de desviar dinheiro público, no âmbito do Departamento de Estrada de Rodagem de Rondônia.

As identidades dos envolvidos serão mantidas em sigilo em atenção ao princípio da intimidade, do devido processo legal e da presunção de inocência. Os protocolos de prevenção ao COVID-19 também foram assegurados aos investigados e aos servidores quando do cumprimento da medida.

Fonte: MP

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidade

Publicidade

--Publicidade--

Artigos

Categorias

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal de Notícias Rondônia News. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: