terça-feira , dezembro 10 2019


Casa / Destaques / Cinco municípios de RO podem desaparecer com PEC do Governo Federal

Cinco municípios de RO podem desaparecer com PEC do Governo Federal

Pimenteiras do Oeste em Rondônia tem menos de três mil habitantes

A proposta de emenda constitucional do pacto federativo apresentado pelo governo de Jair Bolsonaro, apresentada nesta terça-feira (05), que reduz o número de munícipios no Brasil, tem tudo para ser alvo de polêmica entre o Congresso e o Executivo.

Segundo o texto, as cidades com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria menor que 10% da receita total deverão ser incorporadas pela cidade vizinha. Segundo o Governo Federal, 1254 cidades brasileiras fazem parte deste grupo.

Em Rondônia, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cinco municípios fazem parte desse perfil e, caso a PEC seja aprovada, serão extintos. São eles: Teixeirópolis com 4.308 moradores; Rio Crespo com 3.764 habitantes; Castanheiras com 3.052 moradores; Primavera de Rondônia com 2 856 habitantes; e Pimenteiras do Oeste que tem 2.169 habitantes.

Município de Teixeirópolis possui 4.308 moradores 

O Governo Federal afirma que a incorporação dessas cidades se daria a partir de 2026. Mas apesar da iniciativa do governo, apresentar um projeto dessa envergadura, às vésperas das eleições municipais é sempre um grande risco, quando pensamos em política no Brasil. Não é qualquer político que quer se indispor com as suas bases eleitorais. 

Essa PEC de Jair Bolsonaro, por outro lado, enterra de vez, o sonho de muitos distritos de se tornarem municípios. Um exemplo dessa situação em Rondônia, é a região da Ponta de Abunã, que luta há anos para se tornar independente de Porto Velho, e é formada pelos distritos de Nova Califórnia, Vista Alegre do Abunã, Fortaleza do Abunã e Extrema.

A principal reclamação dos moradores é que se consideram esquecidos por parte da Prefeitura da capital, quando os assuntos são: educação, transporte escolar, saúde, saneamento, escoamento da produção, segurança entre outros itens.

A estimativa da equipe econômica é de que o pacto federativo repasse R$ 400 bilhões a estados e municípios em 15 anos. Além da proposta de emenda constitucional (PEC) do pacto federativo, o governo federal entregou também outros dois textos do Plano Mais Brasil: a PEC Emergencial e a PEC dos Fundos Públicos. 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirma que as medidas apresentadas fazem parte da agenda econômica que “transformará”, o estado brasileiro.

Com inf. do RO ao Vivo

Sobre Angela Cristina ferla Gonçalves

Verefique tambem

DESAPARECIDA: Família procura jovem que sumiu após viajar de Porto Velho para Itapuã do Oeste

Ela falava no celular com a mãe dela, quando disse que havia dois homens rondando …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: