Conecte-se conosco

Destaques

Em Ji Paraná o clima está bastante tenso entre taxista, moto taxi e motoristas de aplicativos

Publicado

em

Aos Leitores, ler com atenção:
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove ao contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Com a entrada dos aplicativos de Mobilidade Urbana no Brasil, os taxistas e moto taxi não apoiaram esta causa e entraram em uma briga grande, teve casos de agressões, ameaças, e danos contra os carros dos aplicativos.

Foram muito tempo e até que alguns lugares já estão trabalhando sem ter problemas com taxistas e moto taxi, inclusive na capital Porto Velho já houve confronto entre estes profissionais, mas após regulamentação municipal as coisas parecem que deu uma calmada.

O espaço é para todos, em Ji Paraná o clima anda muito tenso com a chegada dos aplicativos de Mobilidade Urbana, volta e meia um motorista de aplicativo é cercado por taxista de acordo com relatos do motorista de aplicativo.

Na manhã desta segunda-feira (29), os moto taxistas fecharam a UNISP em Ji Paraná reivindicando os direitos haviam aproximadamente 40 moto taxistas na frente da UNISP e todos exaltados gritando, haviam taxistas e motoristas de aplicativos e o clima muito tenso.

Um agente da Polícia Civil que estava de plantão acionou a PM pedindo ajuda para isolar a UNISP para garantir a segurança dos policiais civis que estavam trabalhando e de pessoas que estavam dentro da UNISP realizando registros de ocorrência.

Um motorista de aplicativo procurou a UNISP para registrar um boletim de ocorrência contra os taxistas que segundo a vítima foi cercado pelos os mesmos enquanto estava trabalhando e teve seu carro atacado por vários taxistas que fecharam o carro da vítima.

A vítima sozinha em meio a vários taxistas sentiu ameaçadas e os mesmos danificaram a tampa traseira do carro do motorista de aplicativo, após conseguir sair da confusão a vítima procurou a polícia para tomar as devidas providencias.

Outro problema quem vem acontecendo é um aplicativo novo de moto que por sinal não tem regulamentação igual é dos aplicativos, em Ji Paraná mototaxistas fecharam um piloto de aplicativo que estava trabalhando de forma ilegal através de aplicativos de moto que ainda não possui regulamentação nem federal, estadual ou municipal, motivo que vem causando uma preocupação aos moto taxistas.

A polícia militar foi acionada para tentar conter a situação e com isso conduziu todos os envolvidos para UNISP para prestarem esclarecimentos, pois taxistas, moto taxistas ou qualquer pessoa não podem violar o direito de ir e vir do cidadão, se há irregularidades procure as autoridades competente e faça a denúncia para que a polícia faça seu trabalho se precisar tumultuar e com isso evita possíveis agressões e danos materiais.

Nossa equipe de reportagem do portal de noticias procurou via telefone o presidente do taxi em Ji Paraná para maiores informações no qual emitiu uma nota esclarecendo os fatos.

Nota Associação dos Taxistas de Ji Paraná

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA ACONTAXI-JP (ASSOCIAÇÃO DE

CONDUTORES DE TAXI DE JI-PARANÁ – RO). ATRAVÉS DO PRESIDENTE

NILSON ROQUE HETKOWSKI VENHO ESCLARECER QUE…

A denúncia que foi feita por este condutor de aplicativo foi muito equivocada.

Pois o movimento foi feito pelos motos taxistas e não pelos taxistas. Os taxistas

foi apenas fazer volume no movimento que os motos taxis estavam

promovendo, pois somos parceiros de trabalho. O Presidente Nilson Roque

Hetkowski não teve nenhuma participação e muito menos a Associação no qual

ele é Presidente. Hoje a classe de taxis e moto taxis estão sendo atacadas por

aplicativos ilegais, que estão abordando passageiros nas ruas e fazendo

serviços que não cabem a eles. Esta é nossa indignação contra os aplicativos,

mas jamais vamos agredi-los e trazer danos materiais. Além disso, por qual

motivo o condutor do aplicativo estava fazendo em um movimento dos motos

taxista? Da para entender que ele estava provocando as classes regulares de

mobilidade urbana.

Atenciosamente.

Ji-Paraná, 30 de julho de 2019.

Esta foi a nota do Presidente dos Taxistas de Ji Paraná em relação ao ocorrido, nossa equipe procurou o presidente do Moto Taxi de Ji Paraná para pronunciarem sobre o ocorrido.

Em nota o presidente do Moto Taxi se manifestou por telefone a nossa equipe que não tem conhecimento e nega do fato em que aproximadamente 40 moto taxistas foram para frente da UNISP e fizeram qualquer tipo de barulho como foi citado no Boletim de ocorrência número 134702/2019 onde cita que foi feito uma aglomeração de moto taxistas na frente da UNISP, o presidente do Moto Taxi senhor Osmar nos informou que foi abordado pela equipe dos moto taxis um homem que trabalhava de forma irregular exercendo a atividade de moto taxi por aplicativo e que não existe lei que regulamenta isso, pois a lei 13640/2018 que regulamenta apenas aplicativos de mobilidade urbana carros, e não motos, segundo o presidente não houve nenhum tipo de agressão ao motociclista que estava trabalhando e muito menos qualquer alteração nas vozes contra o mesmo, informa ainda que não violou o direito de ir e vir garantido pela constituição federal de 1988 Direito de ir e vir – liberdade de locomoção. … Este direito encontra-se acolhido no art. 5, XV, CF, no qual menciona ser livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens.

Fonte: Www.Rondonianews.com

Redação: Alex Tedeschi

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Destaques

URGENTE – Jovem é executado a tiros no Bairro Cidade Alta, em Rolim de Moura

Publicado

em

Por

O fato ocorreu no começo da tarde desta quinta-feira, dia 29, na Rua L do Bairro Cidade Alta, em Rolim de Moura.

Conforme as primeiras informações, dois indivíduos em uma motocicleta chegaram na residência e chamaram o jovem pelo nome, que ao ir atender os criminosos foi alvejado ao menos por 04 disparos de arma de fogo.

Após efetuar os tiros, a dupla se evadiu. O Corpo de Bombeiros compareceu ao local e constatou que Raone do Nascimento Bergamaschi, de 19 anos já estava em óbito. Ele foi atingido por disparos na cabeça, braços e costas.

Raone estava morando na cidade a cerca de 04 meses e trabalhava em um frigorífico. Anteriormente ele residia em Nova Brasilândia do Oeste.

Neste momento Guarnições da PM estão em diligências em buscas dos assassinos.

Fotos Cristiano 

texto alerta rolim

Continue lendo

Destaques

Rolim de Moura- Ladrão invade residência e subtrai 3.500 reais além de objetos e TV no Bairro Jardim Tropical

Publicado

em

Por

Um furto a residência foi registrado nesta terça-feira (20), na Avenida Coronel Jorge Texeira, Bairro Jardim Tropical em Rolim de Moura.

Segundo informações, a vítima chegou em casa e encontrou a janela da frente arrombada, rapidamente adentrou e sentiu falta de uma quantia de aproximadamente 3,500,00 reais, uma TV, joias, roupas, perfumes e outros objetos a mais.

De acordo com relatos a vítima conseguiu encontrar parte dos objetos escondidos em uma casa abandonada, o autor do furto havia deixado para levar depois, mas o dinheiro e outros objetos não foram recuperados.

A Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local, os militares colheram as informações e passaram a realizar diligencias no intuito de localizar o suspeito, mas não obteve êxito.

Fonte: Rondonianews.com

Imagem ilustrativa

Continue lendo

Destaques

Rolim de Moura- Motoneta Honda e furtada na noite passada é recuperada pela PM

Publicado

em

Por

Uma motoneta Honda Biz C100 que foi furtada na noite desta sexta feira (16), foi recuperada pela Polícia Militar em Rolim de Moura.

Segundo informações a vítima teve sua motoneta furtada no quintal da sua casa na Avenida Vitória, a vítima informou que ouviu um barulho e ao sair para ver, não viu mais a motoneta.

A PM foi acionada e compareceu ao local, os policiais com as informações passaram a realizar diligências no intuito de localizar o veículo.

Neste sábado (27), a PM conseguiu encontrar a motoneta que estava em posse de um suspeito que já é um velho conhecido no meio policial, ( Vulgo Brincadeira).

Os militares checaram a placa do veículo e foi constatado que a moto era produto de furto e encaminhou para Unisp para ser restituído pelo proprietario.

Fonte: Rondonia News

 

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidade

Publicidade

--Publicidade--

Artigos

Categorias

Mais Lidas

%d blogueiros gostam disto: