quinta-feira , novembro 8 2018
Home / Noticias / REGISTRO NEGADO: TRE manda o Senador Acir Gurgacz encerrar campanha

REGISTRO NEGADO: TRE manda o Senador Acir Gurgacz encerrar campanha

Por maioria de votos, 4×2, o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia negou o pedido de registro de candidatura ao senador Acir Gurgacz (PDT) concorrer ao Governo de Rondônia. Os juízes entenderam que a condenação no STF não permite que Acir seja candidato. A decisão ainda ordenou que a campanha deve ser encerrada imediatamente.

O Juiz Flávio Fraga e Silva, relator do pedido de registro, votou pelo indeferimento, seguindo a tese do Ministério Público Eleitoral (MPE) de que a condenação por parte do Supremo Tribunal Federal (STF) o tornou inelegível.

Segundo o voto, os embargos infringentes não teriam força de mudar a condenação e assim, não haveria como reverter a decisão colegiada. O relator também entende que a campanha deve ser cessada imediatamente, até decisão superior.

Os Votos

O juiz Paulo Rogério votou pelo indeferimento e disse que o embargo não tem o condão de reverter a inelegibilidade. 

O Magistrado Clênio Amorim disse que não cabe a justiça eleitoral discutir recursos impetrados em outra instância, e baseado nisso votou pelo registro.

O Juíz Elisir Bueno seguiu o voto do relator, entendendo que a simples condenação é suficiente para negar o registro.

Para Kyoshi Mori votou a favor do candidato, afirmando que não cabe a Justica eleitoral decidir a respeito.

A juiza Rosemeire Conceição também acompanhou o relator.

O placar final ficou em 4 votos para indeferir a candidatura e 2 votos para que fosse mantida. Se houvesse empate, haveria o voto de minerva.

Fonte. DA REDAÇÃO

Comments

comments

Compartilhar

Sobre Angela Gonçalves

Veja Também

Alunos das Escolas Francisca Duran e José Veríssimo que se destacaram no JOER são homenageados na Câmara Municipal

Compartilhar no WhatsappFoi realizada na manhã dessa quarta feira, dia 07 de novembro, no Plenário ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *