domingo , maio 19 2019
Home / Destaques / 96 horas foi o tempo que policiais da Homicídios levaram para identificar e prender mais um assassino em Ariquemes.

96 horas foi o tempo que policiais da Homicídios levaram para identificar e prender mais um assassino em Ariquemes.

O caso “PEIXE NILDO”.

A Polícia Civil, através da equipe da Delegacia de Homicídios de Ariquemes, prendeu no final da tarde desta segunda-feira (22) o nacional VANDRÉ DOS SANTOS FERREIRA (24 anos – vulgo “Monstrinho”), acusado de ter assassinado com três disparos de revólver calibre 38 a vítima LEONILDO CORREIA PEREIRA, vulgo “PEIXE NILDO”.

O crime foi praticado no setor colonial em Ariquemes na última quinta-feira (18), véspera de feriado.

“Assim que a Polícia Civil teve conhecimento do ocorrido imediatamente iniciaram-se as investigações. Nossa equipe esteve no local do crime fazendo os primeiros levantamentos e desde então trabalhou ininterruptamente para elucidar o crime. No dia de hoje o suspeito foi localizado e interrogado. Diante das provas produzidas e vendo que a Polícia já sabia do seu envolvimento no delito, não restou outra alternativa para o infrator senão confessar o crime. “MONSTRINHO” afirmou que matou a vitima em razão de desavença entre ambos, já que “PEIXE NILDO”, na versão do infrator, teria ameaçado matá-lo. Diante do material probatório representamos pela prisão provisória do infrator, que recebeu o parecer favorável do Ministério Público e rapidamente sua prisão foi decretada pelo MM. Juiz da 1a. Vara Criminal da nossa comarca”, afirmou o Dr. Rodrigo Camargo.

“MONSTRINHO” foi encaminhado ao Presídio de Ariquemes, onde ficará a disposição da justiça. Se condenado, poderá cumprir até 30 anos de prisão.

Fonte: Assessoria

Comments

comments

Compartilhar

Sobre Redação Rondonia

Veja Também

Mobilização do 18 de Maio é promovida em Rolim de Moura

Compartilhar no WhatsappAção visa combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *