terça-feira , novembro 19 2019
Casa / Destaques / Brasileira de 11 anos rouba a cena do skate internacional

Brasileira de 11 anos rouba a cena do skate internacional

Rayssa Leal

Brasileira de 11 anos rouba a cena do skate internacional

Estar no alto do pódio é o sonho de infância de qualquer atleta. Mas, para a pequena Rayssa Leal, de apenas 11 anos, isso já é realidade. Ela se tornou a mais jovem campeã da Street League Skateboarding (SLS), a liga mundial da modalidade de skate street, enlouquecendo a imprensa internacional.

Nascida em Imperatriz, interior do Maranhão, Rayssa estreou no mundo do skate em grande estilo aos sete anos e, de primeira, chamou a atenção de Tony Hawk, lenda da modalidade. O vídeo em que aparece vestida de fada acertando um “heelflip”, manobra de grande dificuldade, viralizou — e lhe rendeu o apelido de fadinha do skate.

Na época, a revista Cosmopolitan, uma das mais famosas dos Estados Unidos, já a considerava “um legítimo prodígio do skate”, mas este foi só o começo. Desde então, Rayssa já faturou o título do campeonato Far’N High, na França, o bronze da etapa londrina da SLS e, em julho, abocanhou o degrau mais alto do pódio na etapa da SLS de Los Angeles, berço do skate. Pensa que ela parou por aí? Poucos dias depois, terminou em quarto lugar na edição de Minneapolis dos X-Games, nos Estados Unidos, em sua primeira participação no evento.

Não à toa, a mídia global não fala de outra coisa. “Rayssa Leal provou que tem o que é preciso para competir no mais alto nível”, segundo a rede britânica BBC. O também britânico The Guardian ressaltou que a atleta brasileira “deixou os fãs admirados com sua performance”. Já a agência Reuters citou-a ao dizer que “os atletas mais jovens não estão apenas competindo, mas também desafiando e vencendo os melhores.”

Rayssa faz parte do time de atletas apoiados pela BV, assim como os colegas Yndiara Asp, Kelvin Hoefler e Murilo Peres.

No entanto, se engana quem pensa que a jovem atleta já conquistou tudo o que deseja. Ela revela que a medalha de ouro olímpica está entre seus maiores desejos na carreira — e a façanha pode ser alcançada já ano que vem, com a estreia do skate em Jogos Olímpicos. Após a vitória em Los Angeles, que vale pontos na classificação para Tóquio, Rayssa atingiu o segundo lugar no ranking mundial de street feminino, atrás de Pâmela Rosa, sua amiga e inspiração. Com o desempenho, a pequena gigante do skate é forte candidata a estar entre os doze skatistas que defenderão as cores verde e amarelo do outro lado do mundo.

A craque de 11 anos diz querer “competir e fazer novos amigos para sempre”. Ao que tudo indica, em Tóquio ela terá a oportunidade de conseguir as duas coisas, acompanhada por Kelvin, Yndiara e Murilo, além de ter todo o apoio da BV. Para quem se inspira em sua história, a atleta diz que o “importante é se dedicar, não desistir e fazer tudo com amor e alegria”.

Fonte:MSN

Sobre Angela Cristina ferla Gonçalves

Verefique tambem

SOLIDARIEDADE: Heróis do Bem emocionam e alegram crianças internadas no Hospital Cosme e Damião

Os Heróis do Bem, grupo de 15 voluntários de São Paulo que, ao invés de …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: